segunda-feira, 19 de setembro de 2011

A volta dos vinis (10) - "Absolute Beginners"- trilha sonora original


Há 25 anos as telas de cinema ganhavam a versão de "Absolute Beginners", romance de Colin Maclnnes(1914-1976) sobre a juventude londrina dos anos 50. Dirigido por Julie Temple - mesmo diretor de "The great Rock´n Roll Swindle" com os Sex Pistols e do documentário sobre a vida de Joe Strummer do Clash, "The future is unwritten" - a película narra os primórdios da influência da revolução comportamental americana no lares ingleses de classe-média. Na década seguinte, os britânicos dariam o troco com a "Invasão" da "beatlemania" e do "Britpop" na América. Apesar da ampla cobertura midiática e das expectativas geradas por essa produção, o filme foi exibido fora da competição do Festival de Cannes de 1986, além de ser um fracasso de público. Pior do que isso, a soma dos prejuízos causados por "The Mission" e "Absolute Beginners" levou ao mega Estúdio Goldcrest à falência. Porém, há de se ver o lado bom dos acontecimentos; com o tempo, se tornou "Cult". Uma das razões para esse "status" está na sua trilha sonora. E é isso que nos interessa! Nunca vi "Absolute Beginners" em formato cd; o vinil chegou em minhas mãos no final dos anos 80 e confesso que fiz pouco caso dele; recentemente - depois de escutá-lo com atenção em uma chuvosa manhã no Humaitá - percebi que é uma "jóia", dessas que não se pode perder. O lado 1 abre com a faixa homônima do filme assinada por David Bowie - uma das "intros" preferidas do "Camaleão" do pop e sucesso radiofônico na época; Sade desliza seu timbre inconfundível na balada "Killer blow", seguida de Style Council - no auge da carreira - com "Have you ever had it blue?". Como se não bastasse, Ray Davies (the Kinks) destila o clássico "Quiet life" e para fechar o lado "A", o mestre Gil Evans nos brinda com uma orquestração à la "Bing bands" de uma tema de sua autoria, "Va Va Voom". Só por essa sequência, o disco merece ser ouvido à exaustão.
Abrindo os trabalhos do segundo lado, David Bowie ataca com "That`s motivation", uma recriação de "Absolute Begginers" com colagens musicais da broadway - ênfase dos metais já sugeridos por Gil Evans. O clima cabaret vem na faixa seguinte, da desconhecida banda inglesa Eighth Wonder, com a insinuante "Having it all". O restante do lado "B" é formado por boas canções interpretadas por nomes do britpop fadados ao esquecimento como Slim Gaillard e Jerry Dammers.
Semprei adorei listas; se tivesse que escolher o melhor lado "A" de discos de trilhas sonora de todos os tempos (a exemplo dos personagens do filme "Alta-fidelidade"), certamente "Absolute Beginners" estaria em primeiro lugar.

2 comentários: