quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Cinema : Série Paul Morrissey (3) - "Heat"


“Heat”, de 1972, é outra “pérola” do cinema indie americano. Com música de John Cale e estrelada por Joe Dallesandro, o filme marca a despedida de Andréa Feldman. A atriz se jogaria do 14º andar de um edifício da quinta avenida pouco depois da filmagem. Paul Morrisey desfila mais uma vez seu repertorio de outsiders, agora em busca de um lugar ao sol e no caso da película, no sol da Califórnia.Tudo acontece em um motel-pensão onde “estrelas” do sub-mundo de L.A. sobrevivem pra pagar o aluguel; a dona – que diminui o preço dos quartos em troca de serviços sexuais – é bem clara : “Los Angeles está podre mas a minha casa não!”.Joe Dallesandro é um ex-ator infantil em busca da fama perdida, Andréa Feldman é uma mãe solteira que mora com a namorada e é sustentada pela mãe, uma ex-celebridade televisiva que vive do êxito do passado, mas que ainda é vitima do assédio da imprensa rosa. A relação entre a dona da pocilga e os hóspedes – que inclui dois gêmeos que vivem de um número gay em um clube noturno – beira a psicopatia e o histerismo. A narrativa segue o estilo de Morrissey : diálogos longos semi-improvisados com a fotografia enfatizada no “realismo” da personalidade de cada personagem.A sutileza das obsessões sexuais somadas ao interesse da fama e a total falta de comunicação afetiva entre os personagens denota uma Califórnia muito longe do mito Hollywoodiano.Depois de “Heat”, Morrissey e Andy Warhol partiram para produções mais caras e profissionais. No próximo capítulo, a primeira delas, “Carne para Frankstein”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário